sábado, 10 de janeiro de 2009

A importância da tonalidade nos uniformes esportivos

Tem sido da competência de marketeiros estilistas,
geralmente dos próprias fabricantes, ou do patrocinador,
a produção do blend e design componentes das camisetas de futebol.
Naturalmente visam a vitrine, a venda em larga escala, e por isso não
poucas vezes temos visto criações um tanto apartadas dos apelos
desportivos, especialmente em datas comemorativas.
Dirigentes, atletas e torcidas simplesmente acatam as soluções,
sem questionar os efeitos que produzem dentro das quatro linhas.
No Maracanã 40 graus, sol a pino,
vejo equipes entrarem no gramado
com vistosos uniformes totalmente negros.
O contraste propicia bonito efeito à platéia.
Todavia, mercê da concentração solar, os atletas
catalizam o calor para si, deixando livres os
atacantes adversários.
E não me venha dizer que, por furadinhas,  elas não retém o calor, pelo contrário. Não interessa. É a informação, não a intenção o essencial. E a informação é para concentrar todos os raios, porque se quer o  visual negro. Os resultados obtidos pelo  moderninhos tendem a combinar com a cor escolhida.
Que um goleiro se vista todo de preto, atéé razoável, visto jogar praticamente parado. O soviético Lev Yaschin consagrou o padrão, no apelido de Aranha-Negra. A movimentação de campo, todavia, requer leveza. Exceto à noite, ou em dia chuvoso, ser-lhe-á de maior utilidade cor de menor gravidade..
Alguns arqueiros preferem cores berrantes,
dizem que para ofuscar o adversário,
ou dar a impressão que ocupam toda a goleira.
O notável mineiro Raul primava pelo amarelão
cor de gema. Na Squadra Azzurra importa minimizar
a presença do portiere. Ela determina o uso do cinza,
uma cor neutra, no fito de surpreender o adversário
com uma boa colocação embaixo dos paus.
.
Esta variação é bastante comum nos goleiros, e até em árbitros, alguns excêntricos  vestido en rose, mas, curiosamente, não é observada no restante do elenco. Nem dirigentes, tampouco treinadores conhecem os potenciais das cores, suas tonalidades e combinações. Se destinadas ao movimento, a importância duplica; e numa contenda, triplica..

.A zebra sabe. Por isso confunde seu predador, tanto quanto costumam Juventus, Internazionale, Milan, Grêmio, Flamengo, Fluminense, Santos, Botafogo e Atlético Mineiro, entre tantos.


Tirante o blague, pode-se obter rendimentos diferentes com o próprio time apenas mudando o padrão e a combinação das cores. A maioria prefere manter o tradicional, já assimilado por todos. Despreza o handicap. Os tons das cores são modos de informação, ou dissimulação, não apenas ao público, mas especialmente aos partícipes.

Tive o privilégio de assistir um treinador que sabia, com maestria, lograr grande vantagem nesta manipulação. A técnica era tão precisa que, conforme as cores do calção, meias e camisas, eu já desconfiava a tática que o elenco iria adotar. O valor se acentuava conforme o desenrolar da partida. Não poucas vezes o expert trocava o uniforme no intervalo As linhas horizontais sugerem continuidade ao horizonte,  como se fossem preencher todo o espaço. Retranca perfeita. ,As meias assumiam papel preponderante. No entrevero, é por elas que os jogadores se guiam. Os que estranhavam supunham a troca mero apricho, talvez em virtude do suor, ou da lama. Nada disso! Nem o adversário percebia a manobra. Essas coisas sóem não serem afetas à rudeza do esporte bretão.
Este treinador tinha tres ou quatro  ariações táticas, as quais  utilizava conforme a disposição, características, e momento das equipes. Conforme o padrão eu adivinhava sua intenção. Ao enfrentar um team mais capacitado, o técnico necessitava solidificar a defesa, tornar sua formação compacta e solidária. Também convinha na possibilidade de amassar o adversário, em bombardeio aéreo, acrescido de maciça  invasão na área adversa. Tipo Dia D.
.
O uniforme  monocromático tem sido bastante usado pelas grandes equipes, com relativo sucesso, porém   independentemente das intenções do técnico, estas essenciais  conforme a partida.  .  . .
Para atuar no contra-ataque:
uniforme o mais camuflado possível,
o mais semelhante à tonalidade do gramado, ou do estádio.
Traje escuro favorece, mas para jogar no deserto convém um tom apastelado. Não me venha com uniforme merengue.
O branco só se almejar empate. Zezé Moreira lhe aplicava, para tocar um a zero no fim.

Para enfrentar uma retranca: multicor - meias claras, calção claro,
e camisa escura. A parte de baixo salienta a movimentação. E a de cima, esconde a posição. Não obstante, fracionar o uniforme propicia a impressão de ataque por todos os lados.
Ao enfrentar uma grande equipe: uniforme mais parecido com o do adversário, no sentido de confundir a marcação, e precipitar passes errados.

Contra uma equipe menos qualificada: qualquer fardamento, mas uma
padronagem chamativa impõe a hierarquia.
Naturalmente haverá entendimentos dissonantes; porém há que se admitir:
ainda que minimamente, o jogo de cores pode ampliar ou diminuir as possibilidades
do êxito em qualquer porfia. E o escore mínimo pode fazê-lo campeão!




2 comentários:

  1. Read your article, if I just would say: very good, it is somewhat insufficient, but I am still tempted to say: really good!
    runescape gold

    ResponderExcluir
  2. Most keyloggers are easy to be found manually. Venus flytrapThis is one of the wealthiest civil service
    in Indonesia. As I promised, I said that I will give you the pure facts
    about Mobistealth cell phone spy software. According to recent
    tests on many of the computers in the house, or run on the
    output of workers in company. Hi Paul, this keylogger for
    Mac, Aobo Mac keylogger. When an employee starts with a company
    that has 100s of people on the computers. What you need to find out.

    ResponderExcluir