sábado, 10 de janeiro de 2009

Efeitos medicinais das cores

Elas exercem efeitos óticos, e por isso produzem fenômenos físicos e psicológicos. Algumas são mais acentuadas, chamam mais atenção. Outras, se combinadas, oferecem um esplendor reconfortante. Restaurantes não costumam usar o azul, e nas piscinas o vermelho é impertinente. Elas podem ajudar na restauração de organismos.
A vibração de cada cor pode ser introduzida no corpo através de alimentos, líquidos e sólidos solarizados, luz solar ou artificial, visualização de cores, roupas, ambientes, pedras e cristais. Um dos maiores cromoterapeutas do mundo, o Prof. Renê Nunes, tem vários livros publicados sobre o assunto, bem como, um arquivo com mais de 11000 casos de cura das mais diversas doenças. 
Gentileza: www.corujatricoteira.blogspot.com
Vermelho: Estimulante e muito útil no tratamento de paralisias, tumores frios e processos tórpidos em geral.
Laranja: Indicada para combater a prisão de ventre e infecções subagudas como, por exemplo, sífilis, lepra e tuberculose.
Amarelo: A cor da alegria e acentua as propriedades das cores vermelha e laranja.
Verde: É calmante, mas estimula o metabolismo. É a preferída, símbolo da medicina. Tem especial ação no tratamento do câncer.
Anil :Tem ação calmante e participa das propriedades da cor azul
Azul: Tem poder refrescante, calmante. Por isso, emprega-se com eficácia em todo estado inflamatório agudo e nas grandes infecções, sendo sua ação de máxima utilidade naquelas enfermidades de condição ardente, irritativa ou fortemente tóxica, como cólera, raiva, febre tifóide, entre outras.
Violeta: Cor da espiritualidade. Ela pode ter algo de vermelho e também funcionar como um estimulante. É recomendada para idosos e deficientes mentais, além de ser útil nas atonias intestinais e processos do aparelho respiratório.
* * *


Um comentário: