sábado, 2 de outubro de 2010

Árias de ópera bufa

O fato é que uma das grandes lições desse pleito é que, para chegarmos onde chegamos, tivemos que ter 16 anos de continuidade de um mesmo governo.  DIMENSTEIN, G., Folha de São Paulo, 1/10/2010
A rigor, não houve debate nenhum, nem sobre economia nem sobre temas relevantes para a sociedade como educação, saúde e segurança. Desde o tempo das eleições diretas não se via tanta falta de substância e discussões tão chochas. MING,  Celso, Estadão, 1/10/2010
Um take na vida brasileira torna abismado o espectador. Na trajetória resplandece uma inquebrantável bipolaridade social. A evolução malthusiana, em aspiral ascendente, garante a marcha, firme e granítica, a frequentes colapos. O povo se torna mero pêndulo, cujo destino é perfeitamente provável.  Com certeza não é privilégio canarinho, mera criança no negócio do cuco. O trilho do carrilhão vem lá de longe. Dizem até que é socrático. Acredito.
A cada quatro anos, em cada eleição presidencial, eu tenho o mesmo sonho: eu não sei ou não me importo em saber quem será o presidente. Mais importante: eu não preciso saber, nem me preocupar com isso. Eu não tenho que votar ou prestar atenção em debates. Eu posso ignorar todas as propagandas políticas. Não existem riscos em jogo, seja para o meu país ou para minha família. Minha liberdade e minha propriedade estão tão asseguradas que, francamente, não faz diferença quem vença. Eu nem preciso saber seu nome. As eleições presidenciais e o liberalismo clássico, 4/10/2010
Você pode explodir o Brasil inteiro e eles ainda dizem: 'Obrigado! Aqui está um macaco para você levar de volta para sua casa'. STALLONE, S., ator de Os Mercenários, filme rodado no Brasil.
Primeiro ato
Somente através da união federativa a república, que durante séculos após o fim da república romana foi considerada uma forma de governo adequada aos pequenos Estados, pode tornar-se a forma de governo de um grande Estado como os Estados Unidos da América. MABLY, Observações sobre o governo e as leis dos Estados Unidos da América, 1784; cit. BOBBIO, N., 1987: 103
Se ao norte havia o excepcional desenvolvimento, porque não tornar também o sul em estados unidos, o Estados Unidos da América do Sul, ou, como inapropriadamente arranjado, do Brasil, como se houvesse outros estados, por certo desunidos de nosso Brasil?
A verde-amarela contemplava um ceú despoluído, em anilado. As estrelas representam os estados, não o país. As horizontais rumam ao horizonte, claro, mas a distinção das cores indica liberdade de escolha para acesso ao firmamento. Naturalmente não se pode fundi-las, posto não serem metais. No Eua,  Brasil  e alhures, inclusive na diminuta Suíça,na Itália, Alemanha, mesmo na França pós Napoleão, cada comunidade   traçava o próprio destino, As nações palpitavam de acordo com a aptidão ou interesse dos moradores de cada região, não como um somatório, uma fundição,  mas, ao contrário, mantendo a diversidade, à complementaridade.
A abolição da escravatura vinha ratificar o respeito do governo para com todos os cidadãos, O Imperador não precisava do apoio da burguesia ou de patrocinadores para se eleger. Pois quando o céu tornava seu azul mais mais azulado, o pêndulo da força maior se virou contra o próprio povo que a gerava. Um espelho retorcido foi forte para embevecê-lo, e o apogeu  se voltou contra a própria evolução. Maior buraco-negro será difícil.
Os fardados republicanos lograram o memorável feito usando "banana na frente do burro, para ele puxar a carroça". Era prudente e interessante  ao povo reviver CARAMURÚ. Tal qual a Francesa, revendeu-se a idéia de que a turba simplesmente poderia se apossar de tudo, desde que contasse com alguma força reunida, em vez de esparsa.
O turbilhão formado pela enorme nuvem de fumaça ofuscou as estrelas estaduais já no entardecer. No raiar do dia, em vez da coroa imperial surgiu o imperativo sobreposto ao pavilhão, desse modo  escondendo ad-eternum o verde-oliva das estrelas impostoras, a razão do pavilhão. Se a riquíssima res agora era pública, como não entregar ao zelo de sentinela bem armada?
O guarda entrou em campo atirando em qualquer OVNI. Até mesmo RUY BARBOSA foi alvejado,  pobre  Águia de Haia, depenada sem dó nem piedade. Mas havia um local preferido pelos predadores - uma espécie de capital dos terroristas. Tudo indicava que no antro estavam maquinando um plano diabólico, maquiavélico, para sabotar o pessoal de alto-coturno. Não restou outra alternativa aos bravíssimos marechais:  Delenda Cartago!. E lá se foi a cidadela de Canudos, dizimada em nome da segurança nacional. O povo agora poderia ir despreocupado à merecida roda-de-samba.
Eliminados todos os perigos, o goal-keeper se fartou na opulência, deixando os players na míngua.
Segundo ato
A Constituição do Império era de cunho liberalista  Uma pessoa que assaltou aqui perto, interrogada porque estava fazendo assaltos, disse que estava fazendo a mesma coisa que os governos.. A Carta de 1937, apenas outorgada, longe estava de aceitar a liberdade física e as demais liberdades como direitos do Homem. A regressão psicológica, que ela traduzia, não lhe permitia ver a dimensão da liberdade como resultado da evolução do homem ocidental, a começar de vinte e cinco séculos atrás. Quando vem um regime democrático, liberal, a criminalidade é diminuída. MIRANDA, Pontes de - .MIRANDA, Pontes de, SEM DEMOCRACIA E LIBERDADE NÃO HÁ ESTADO DE DIREITO
A ópera renovava o paradoxo, dobrando a parada. O estandarte da ária dava conta de uma Aliança Liberal, mas o Caudilho a derreteu  para sua cupinchada. A ditadura imposta supreende não só pelo enorme tempo de vigência, acrescido em prorrogação, mas principalmente pela intensidade dos desmandos. O quarto do século foi preenchido com todas as bugigangas e arreios fascistas que se pode contrabandear, assim dando uma falsa idéia de uma ascenção em evolução meteórica. O Estado ascendeu; e o cidadão, aquiesceu. O ideal do Estado Novo. tornou O Estadão de São Paulo mero pastel a bedel.
O Estado, jornal, expressava que Getúlio, o caudilho, chefe do peronismo brasileiro, fomentava a crise a fim de justificar perante ao povo e as classes armadas, o seu tão acariciado golpe continuista. SKIDMORE, Thomas, Brasil, de Getúlio a Castelo: 167.
O inchaço na burocracia, no empreguismo, e na venda de facilidades privilegiava  apenas os  formadores de opinião compatíveis com a empulhação , em detrimento da produção. Como a esquálida era incapaz de responder ao passe-de-mágica, ele foi lavrado diretamente na Casa da Moeda mesmo, tornada de tolerância.  Lord KEYNES,  mago do paraplégico Tio Sam garantia o êxito por curto espaço de tempo o suficiente. "A longo prazo estaremos todos mortos", preconizava o gay de Bloomsbury. Ninguém sabia inflar nada além de balão, ego, ou pneu, mas além do expediente, de onde tirar dinheiro ? 
Fogos de artifício distraiam o povo, enquanto a plêiade se servia à vontade. Quem não se agradasse com o barulho das trombetas e rojões, recebia guardas armados com canhões, missionários competentes para impor os desmandos aos quatro-ventos. Os intrépidos mosqueteiros aproveitaram a viagem para dizimar um milhar de valentões bandeirantes.  Passado lustro da cartago paulista,  foi a vez de acabar com a festa dos trinta brancaleones da formosa Coluna Prestes, uns malvados que andavam pelas matas caçando capivaras. Eliminados todos os perigos, o goal-keeper se fartou na opulência, deixando os players na míngua, e brigando entre si.
Terceiro Ato
O virtual colapso interno foi suplantado no photochart pela convulsão mundial. O gaiato dessa saiu ileso, por somenos importância.
O Eua voltava a convencer. Somente eleitos diretamente poderiam fazer jus à confiança do povo. Se a cousa era pública, nada mais natural que o público escolhesse os guardiões que lhe conviesse. Sem maior perigo, nem de esquerda tampouco de direita,  o povo se mandou à roda de samba, e o goal-keeper se fartou tranquilamente: 
O comportamento da maioria dos cidadãos e dos governantes revela esta realidade: os conceitos de bem público e de bem privado aparecem sempre muito misturados, de forma confusa e até ardilosa, sufocados pelos interesses particulares de pessoas, famílias, corporações, sindicatos, ONGs suspeitas e seitas pseudorreligiosas. CAVALCANTI, Sandra.,Qual é o preço da liberdade? - Estadão, 1/10/2010
O sucesso e a popularidade dos sindicatos deveu-se à sua capacidade para assumir como vitórias suas aquilo que decorreria naturalmente do crescimento económico. A farsa foi alimentada tanto por sindicalistas como por políticos. Os sindicalistas porque, tendo sido os maiores beneficiários do movimento sindical, nunca tiveram incentivos para reconhecer a farsa. Os políticos porque, tendo reconhecido a farsa, se limitaram a inventar mecanismos para a contornar. A popularidade do keynesianismo após a segunda guerra mundial deve-se em parte à necessidade de minimizar os efeitos desta farsa. VITA, Luis Washington, Introdução a Obra Filosófica de Silvio Romero, p. XVI.
.INTERVALO 

Um comentário:

  1. Olá amigos, deixo aqui a minha dica:
    A Rede de Popularização da Ciência e da Tecnologia da América Latina e do Caribe (Red-POP) recebe até 15 de novembro, propostas de trabalho para a 12ª Reunião Bienal que acontece no Brasil, organizada pelo Museu Exploratório de Ciências (MC), da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), de 29 de maio a 2 de junho de 2011.
    Com o tema “A profissionalização do trabalho de divulgação científica”, o encontro aceitará tanto trabalhos de pesquisa, de caráter acadêmico, quanto de profissionais da área, interessados em relatar suas experiências. Cinco eixos temáticos vão nortear a 12ª Reunião: Educação não-formal em ciências; Jornalismo científico; Programas e materiais para museus de ciências: materiais e práticas concretas; Museografia e museologia científica; Público, impacto e avaliação dos programas.

    ResponderExcluir